Atividade ocorre dia 11 de setembro

 

O Sindicato dos Bancários de Santa Cruz do Sul e Região promove no dia 11 de setembro, às 19h no auditório do Sindibancários, a palestra com o tema: O trabalho pode adoecer? Reconhecimento x desqualificação no ambiente de trabalho.

A atividade visa auxiliar os bancários e bancárias, assim como o público em geral, com as dificuldades no trabalho e na saúde emocional.

A palestra será ministrada pela psicóloga Maria Isabel Perez Mattos. Especialista em Saúde do Trabalhador, Psicanalista e doutoranda em psiquiatria e ciências do comportamento pela UFRGS e Perita Judicial. Atualmente trabalha como psicóloga da APCEF/RS  – Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal do Rio Grande do Sul.

Conforme ela, o ambiente de trabalho vem influenciando consideravelmente a vida das pessoas, especialmente porque é no trabalho que se passa a maior parte do tempo e onde se estabelecem grande parte dos vínculos. “Se o ambiente e os vínculos estabelecidos forem hostis, pode-se pensar em um contexto potencialmente adoecedor. A situação vivida no trabalho pós-moderno, globalizado, contribui para a chamada epidemia de depressão e outras doenças relacionadas ao trabalho que vivemos nos dias atuais”, enfatizou a psicóloga.

As mudanças provocadas pela tecnologia no mercado de trabalho devem trazer forte impacto. Uma pesquisa realizada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) mostrou que 62% dos brasileiros empregados no setor temem perder seus postos para robôs dentro de 10 anos.

“Temos sujeitos marcados pelo ideal do trabalho, mas vivendo num mundo individualista- hipercompetitivo- tecnológico em que o estatuto social desse valor está ameaçado”, afirmou Maria Isabel Mattos.

Para os interessados em participar, a palestra é gratuita e aberta ao público. O Sindicato dos Bancários está localizado na rua Sete de Setembro, 489, o evento será realizado no 3º piso da sede.

 

_________________________________________________________

Assessoria de Imprensa do Sindibancários de SCS e Região

Fernanda Almeida

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *