Após muita pressão, no início da noite desta sexta-feira (28), o Comando Nacional dos Banrisulenses conquistou a aplicação do Acordo Coletivo Específico, junto aos representantes do Banrisul, com a garantia de que serão aplicados os mesmos reajustes oferecidos pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) .

Conforme já divulgado, os índices de reajustes propostos pela Fenaban, na rodada de negociação com o Comando Nacional dos Bancários, também nesta sexta-feira (28), são de 1,5% de aumento, nas verbas salariais, mais abono de R$2.000,00 e a correção do INPC (projeção 2,65%) nos auxílios para 2020.

Além de garantir o reajuste e a CCT integral, conforme proposta da Fenaban, houve avanços significativos em cláusulas que são objeto de lutas históricas. O banco também retirou as propostas de congelamento de salário e o não pagamento da 13ª cesta.

A PLR Banrisul também ficou intacta, sendo 1,8% do lucro líquido distribuída igualmente entre todos os empregados do banco.

Proposta do Banrisul:

– Pagamento integral dos reajustes vindos da Fenaban;

– Renovação integral do ACT Banrisul, com adição das seguintes cláusulas: – Novas mesas temáticas: Gênero, Diversidade e Teletrabalho (esta última com reunião marcada já para semana que vem); – Volta da homologação das rescisões aos sindicatos;

– Regulamentação do Banco de Horas: – Prazo de até 6 meses para execução do saldo de horas: Se sobrar paga como HE,se faltar desconta;

– Eventuais greves ou situações excepcionais serão tratadas em acordo específico de caráter transitório; – Livre acesso ao portal BRH para consulta do saldo de horas;

– Execução do saldo do banco de horas (pagamento HE ou desconto) no momento da rescisão contratual; – PDV: Construção de um acordo com previsão de assembleias para apreciação até 15/09;

– Acordo de construção de uma CCV (Comissão de Conciliação Voluntária) nos moldes praticados hoje pelo banco Itaú;

– CAIXAS:

– Criação de um programa de requalificação para os caixas que venham a ser removidos da função por interesse do banco;

– Cursos EAD com foco em novas carreiras dentro do banco; – Garantia de pagamento do Abono+Gratificação de Caixa (Quebra) por 9 meses a contar da comunicação do banco ao funcionário de que ele está deixando a função;

– Inclusão de todos os caixas removidos da função desde Janeiro/2020 no programa de requalificação.

Fonte: Seeb Pelotas / Com informações do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *