21ª Conferência Estadual dos Bancários e Bancárias ocorreu neste último  sábado(6)

 

Bancários e bancárias de todo o estado participaram da Conferência Estadual dos(as) Bancários(as).  O Sindicato dos Bancários de Santa Cruz do Sul e Região levou 7 delegados(as): Aldair Bandeira da Silva, Cândido Castro Machado, João Carlos Heissler, Ivana Trentin, Marcelo Zucatti, Patrícia Frantz e Paulo Roberto Santos de Paiva.

Durante a manhã ocorreu painel dividido em duas partes: Conjuntura Econômica, apresentada pelo sociólogo Clemente Ganz Lúcio, do DIEESE; e Reforma da Previdência no Congresso Nacional, tema sobre o qual discorreu o deputado federal Henrique Fontana.

A morte dos sindicatos anunciada pelo diretor técnico do Dieese tem relação com os ataques às entidades no cenário federal. “O governo atual tem uma visão ideológica clara de que no Brasil todos os sindicatos devem ser eliminados”, afirmou.

Outro ponto levantado durante a Conferência foi a revolução tecnológica que está transformando o mundo do trabalho. A cada ano, mais e mais bancários e bancárias perdem seus empregos a partir da implantação de máquinas e sistemas de atendimento virtual. “A organização dessa agenda no local de trabalho precisa dar conta dessas mudanças. E dentro do banco não tem só bancários, mas diversos outros trabalhadores. Para resistir, o sindicato precisa representar esses trabalhadores que  estão no novo mundo do trabalho”, concluiu.

Sobre o que o futuro reserva para os aposentados, o deputado Henrique Fontana, que participa da Comissão Especial da Reforma da Previdência, onde o relatório da PEC 6/2019 foi aprovado na semana passada, destacou que a desigualdade social deve aumentar caso o projeto passe nos plenários da Câmara e do Senado. “Se essa reforma passar o desemprego e os problemas econômicos vão se agravar no país”, afirmou.

Para o deputado, falta informação clara à população para demonstrar o quanto o projeto de Previdência do governo Bolsonaro e, em especial do ministro da Economia, Paulo Guedes, vai prejudicar milhões de trabalhadores.

“Precisamos nos manter mobilizados para derrotar esta Reforma no Congresso Nacional, fazendo manifestações e protestos e pressionando os deputados para votarem contra esta PEC da morte”, enfatizou o coordenador de comunicação do Sindibancários Cândido Castro Machado.

 

Eventos nacionais

Para o Congresso Nacional dos Empregados da Caixa que acontece nos dias 1º e 2 de agosto, irão 22 gaúchos e gaúchas, sendo 16 da ativa e 6 aposentados, além de um nato, pela CEE/Caixa.

Já a Conferência Nacional dos(as) Bancários(as), ocorre dias 3 e 4 de agosto, em São Paulo. O Sindibancários inscreveu os(as) delegados(as): Cândido Castro Machado para o Encontro Nacional e Patrícia Frantz para o CONECEF. Para o encontro nacional do Banco do Brasil, o estado levará 10 delegados (as) e um nato, da Comissão de Empregados.

A Conferência ainda aprovou moções de defesa dos bancos públicos e de apoio ao Comitê de Combate à Megamineração no Rio Grande do Sul.

 

Encontros por bancos

Durante a tarde do dia 6 ocorreram os encontros por bancos, na sede da Fetrafi (bancos públicos) e no SindBancários Porto Alegre e Região (privados). Os banrisulenses optaram por fazer uma reunião estadual na qual debateram a necessidade de manutenção do banco como um bem público e de uma campanha para esclarecimento e defesa do banco junto à população.  O encontro nacional dos funcionários do Banrisul foi marcado para o dia 24 de agosto.

Os encontros da Caixa e do Banco do Brasil também focaram na defesa dos bancos públicos, dos planos de saúde dos funcionários, da previdência pública e complementar e de melhores condições de trabalho.

Os funcionários dos bancos privados discutiram meios de defender os empregos, planos de carreira, cargos e salários, saúde e segurança bancária, entre outros temas específicos de cada banco: Bradesco, Itaú Unibanco e Santander.

______________________________________________________________
Assessoria de Imprensa do Sindibancários de SCS e Região com informações da Fetrafi/RS

Fernanda Almeida

 

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *