Representantes dos empregados do Banco estão preocupados com o cumprimento de protocolos de saúde e cobrança de meta
Diretores da Fetrafi-RS e sindicalistas levaram uma série de reivindicações ao Banrisul nesta quinta-feira, 28 de maio. Uma das questões que tem preocupado os representantes dos banrisulenses é o relaxamento do Banco com os protocolos de saúde voltados para o combate à Covid-19. Surgiram denúncias de retrocessos. Algumas agências não estariam cumprindo com o revezamento, e estariam atendendo sem agendamento.

Sobre essas questões, o superintendente de Recursos Humanos do Banco, Gaspar Saikoski, afirmou que os protocolos de saúde são unificados, mas que o revezamento está a cargo de cada administração, já que algumas agências têm poucos funcionários e não poderiam dividir equipes.

Os representantes dos banrisulenses também reivindicaram que seja feita a testagem para o coronavírus em todos aqueles que estão trabalhando presencialmente. Segundo Saikoski, essa testagem está no radar do Banrisul, mas que o Banco se guia pelas determinações do Ministério da Saúde e OMS e que, portanto, essa questão ainda não é determinante para esses órgãos.

Metas

A cobrança das metas foi mais um tema que entrou em pauta. Os sindicalistas solicitaram readequação das exigências quanto às metas, considerando a forte retração do mercado econômico em diversas atividades e que não haja punições pelos próximos dois semestres, enquanto perdurar a pandemia do coronavirus.

A esse respeito, a representação do Banco afirmou que os dados serão monitorados para avaliação posterior. Como última reivindicação, foi pedido que as reuniões com o Banrisul aconteçam quinzenalmente.

 

Defesa do banco público

Em reunião virtual do Comando Nacional dos Banrisulenses realizada na quarta-feira, 27 de maio, a defesa do caráter de banco público e o respeito aos protocolos de enfrentamento ao coronavírus foram os pontos principais abordados entre os banrisulenses.

Eles estão preocupados com a volta da ameaça de venda do Banrisul, uma vez que a tramitação de projetos foi retomada na Assembleia Legislativa e uma das propostas em tramitação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) defende a retirada do plebiscito para venda do Banco.

Além disso, o governador Eduardo Leite voltou a falar sobre a possível venda do Banrisul em live realizada pela XP Investimentos no dia 26 de abril e, segundo informações publicadas na imprensa, a JPMOrgan Chase & Co estaria sendo contratada para avaliar estratégias de negócios das operações da Banrisul Administradora de Cartões. Sobre isso, a Fetrafi-RS já enviou carta ao Banco solicitando esclarecimentos.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *