Implantado no dia 30 de abril, o “Ben Vale” não tem sido aceito nem nos maiores estabelecimentos do país.

Em todo o estado do Rio Grande do Sul e aparentemente no Brasil inteiro, funcionários e funcionárias do Santander estão com dificuldade de usar o novo cartão Refeição e Alimentação Bem Vale. O convênio foi implementado no dia 30 de abril e até o momento são muitos os relatos de problemas com a aceitação do cartão.

Funcionário do Santander, Elton Hübner, diretor do Sindicato dos Bancários de Santa Rosa, conta que na região nenhuma rede de supermercados está aceitando o cartão. “Eu, pessoalmente, entrei em contato com os principais mercados para fazer o cadastramento; eles fizeram o cadastro no sistema e mesmo assim ainda não conseguem passar o cartão, que aparece como inválido em vários estabelecimentos”, destaca. Há relatos sobre a mesma situação em Alegrete, Três de Maio, Cruz Alta, Rio Grande (onde só uma rede aceita o Vale) e diversos outros municípios.

O representante do RS no COE, Luiz Cassemiro, vem recebendo as reclamações e repassando à Superintendência de Relações Sindicais com o Santander. “O banco atropelou o processo, não fez cadastramento prévio dos estabelecimentos e jogou essa responsabilidade para os mais de 48 mil funcionários do Brasil”, ressalta Cassemiro. Foram registradas reclamações também no aplicativo Santander Now e no site Reclame Aqui.

“É um absurdo o que o Santander está fazendo com seus funcionários no Brasil. Com um lucro bilionário se utiliza de um direito conquistado com muita luta para torná-los cobaias de um novo produto. Lança um cartão prometendo que seria fácil para os funcionários indicarem os estabelecimentos que utilizam, mas na prática deixou muitas famílias sem o benefício”, destaca o diretor de Comunicação da Fetrafi-RS, Juberlei Bacelo, oriundo do Santander. “E ainda vem com essa história de voluntariado para abrir as agências aos sábados. É muita exploração”, completa, lembrando do programa “Educação Financeira para a Sociedade”, que funcionará em dia não-útil.

Segundo informações obtidas por Cassemiro, o presidente do Ben Vale virá à Porto Alegre para reunião com o banco na próxima terça, 7 de maio, quando deve apresentar soluções para os problemas com o convênio. “Voltar atrás, o Santander não vai, pois o contrato com a Alelo (convênio anterior) já está encerrado. Mas precisamos encontrar uma solução rapidamente para que os funcionários não fiquem mais tempo sem o benefício”, afirma. Na última reunião do COE, em 25 de abril, o banco informou que havia cadastrado 123 mil estabelecimentos e que até o fim do ano chegará a 300 mil.

Fonte: Fetrafi-RS

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *